Taxa de Rejeição ou Bounce Rate é a porcentagem de visitantes que acessam um site e saem sem acessar novas páginas ou interagir com seu conteúdo, acionando apenas uma visualização de página. Quanto maior a taxa de rejeição, pior o engajamento dos visitantes.


Apesar de muita confusão e muita gente não entender de fato o que ela representa, é uma métrica importantíssima para avaliar a eficácia das ações de Marketing Digital. É também um importante input para saber o que otimizar, onde otimizar e como otimizar.


O que significa Taxa de Rejeição

A taxa de rejeição, ou Bounce Rate, é um número expresso em porcentagem e indica quantos visitantes acessaram uma única página do site de sua empresa e em seguida saíram, sem continuar a navegação em uma próxima página. Cada vez que isso acontece, é contabilizada uma rejeição.


Essa definição não é absoluta e pode variar de ferramenta para ferramenta. No entanto, é a forma utilizada pelo sistema mais utilizado em Web Analytics no mundo, o Google Analytics.


É importante não confundir taxa de rejeição com taxa de saída. Ambas possuem significados e impactos diferentes. A taxa de rejeição só acontece quando uma pessoa acessa apenas uma página do site. A taxa de saída é uma métrica para mostrar quantas pessoas estão abandonando o site a partir de determinada página, independentemente dessa ser, ou não, a primeira página visitada do site.


Por que é importante acompanhar a Taxa de Rejeição

Todas as empresas devem possuir objetivos específicos em seus sites. Pode ser o download de um material, um pedido de orçamento, uma assinatura de newsletter ou mesmo uma compra no caso de e-commerce. E normalmente a realização desse objetivo exige ao menos um clique, o que quer dizer que quando há uma rejeição, entre outras coisas, o site não conseguiu conduzir o visitante ao objetivo.


Como medir a Taxa de Rejeição?

Muita gente está acostumada a olhar a taxa de rejeição do site como um todo. O problema é que esse número não mostra em detalhes onde está o problema e, por esse motivo, é difícil pensar em alguma ação corretiva.



Taxa de Rejeição dos Links de Terceiros

Neste momento, é interessante medir individualmente a taxa de rejeição dos principais sites que levam tráfego para sua empresa.

taxa de rejeição por fonte de tráfego


Geralmente nota-se que algumas fontes possuem desempenho muito melhor que outras. No caso das fontes que possuem baixa performance, vale a pena analisar mais profundamente por que isso está acontecendo, qual é a página que recebe essas visitas e qual o Call to Action que ela utiliza, etc.


Taxa de Rejeição das Palavras Chave
Se sua empresa aposta na criação de conteúdo para a geração de tráfego para o site ou blog, então deve preocupar-se com o desempenho das palavras chave que geram tráfego para o site.


Quando falamos em palavras chave, não limitamos apenas às buscas orgânicas, mas incluímos também as buscas pagas, no Google Ads, por exemplo.




Taxa de Rejeição das páginas mais acessadas
A taxa de rejeição também deve ser analisada para cada uma das páginas mais acessadas do site de sua empresa.


Taxa de Rejeição de blogs
No caso dos blogs, deve-se tomar cuidado ao analisar a taxa de rejeição. Isso porque muitas pessoas visitam o blog periodicamente para ler o último artigo e em seguida saem, o que não quer dizer que não tenham gostado da página. Simplesmente já conhecem e acompanham o blog.